Organizar as contas pessoais pode ser um desafio. Para manter as finanças em dia, é importante não só não perder a data de pagamento das contas do mês, como armazenar corretamente todas as contas e recibos após o pagamento. Veja algumas dicas que vão facilitar a sua organização de suas contas pessoais:

Liste as contas

O primeiro passo para organizar as contas pessoais é listá-las. Coloque todas as contas que você deve pagar, com a respectiva descrição, valor e data do vencimento. Insira ainda uma última coluna com o valor total a ser pago para ter uma visão geral das despesas que já estão programadas. Uma das melhores formas de fazer esta listagem é usando uma planilha. Assim, pode consultar as informações com bastante facilidade.
Para entender melhor como listar e categorizar as despesas não deixe de conhecer a regra dos 50-15-35.

Priorize o pagamento de algumas contas

Contas que são relacionadas a gastos essenciais, como luz, gás e condomínio, devem ser priorizadas. Para não correr o risco de deixar de pagar alguma delas porque o dinheiro ficou curto, é melhor colocar seus vencimentos logo após o dia que você recebe seu salário. Se receber mais de uma vez no mês, veja quais são as datas mais indicadas levando em consideração quanto dinheiro tem em caixa.

Tenha uma planilha financeira pessoal

A planilha financeira pessoal reúne em um só lugar todas suas contas pessoais, datas de vencimento e valores. Por isso, a ferramenta é uma aliada e tanto para manter sua vida financeira devidamente organizada. É importante lembrar ainda que, além de ter os pagamentos sempre em dia, guardar os recibos também é um ponto importante. Use uma pasta específica para esse fim. Assim, sempre que precisar comprovar que determinada conta foi paga você já sabe onde encontrar o comprovante. Outro ponto que também facilita a vida é guardar as contas divididas por categoria para facilitar o acesso às informações sempre que necessário.

Livre-se das dívidas

A organização das contas pessoais passa também por quitar as dívidas. É importante não tapar o sol com a peneira e fingir que as pendências financeiras não existem. Ponha no papel tudo aquilo que está devendo e defina um prazo para pagar os valores. Dívidas caras, como rotativo do cartão de crédito e cheque especial, devem sempre ser prioridades. Com as contas pessoais e as finanças devidamente organizadas você precisará apenas trabalhar para não se endividar novamente.

Controle os gastos no cartão de crédito

Se usado da forma errada, o cartão de crédito pode colocar a organização das suas contas pessoais e da sua vida financeira a perder. Opte sempre pela compra à vista, controle seu saldo checando-o diariamente e não caia na armadilha do pagamento mínimo: pague sempre a fatura integral.

Não se esqueça de investir

Assim como as dívidas não podem ser ignoradas, a necessidade de investir também não.  Depois de criar uma reserva financeira que corresponda a, pelo menos, três meses do seu salário, busque alguns investimentos de olho no longo prazo. Há opções para todos os perfis: LCA, LCI, CDB, ações etc. Escolha de acordo com seus objetivos e com a quantia que tem para investir. Se necessário, verifique gastos que podem ser cortados para sobrar mais dinheiro para investir na segurança financeira do futuro.
Organizar as contas pessoais é essencial para ter uma vida financeira saudável. Como você mantém suas contas em dia? Já segue alguma das nossas dicas? Comente!
Fonte: Blog Guia Bolso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *